Cartomantes

É tanto futuro nos passos, direcionamento nos olhares, foco em garantir a segurança, energia para conseguir o dinheiro que vai comprar as férias e o fim de semana e a crescente necessidade de consumo sem sentido que os postes da cidade se enchem de anúncios de cartomantes. 
Cartomantes não criam planos de negócios, planilhas contábeis, agenda do ano, programação de viagens. 
Cartomantes não ensinam a organizar a vida, não fazem projeções pautadas nos fatos corridos, cartomantes não medem as consequências.
Cartomantes transformam o futuro numa caixinha de surpresas e nos vendem as ideias explosivas que nos reanimam os corações por imaginarmos que, logo ali, depois da esquina dessa vida em branco e preto, haverá uma mudança brusca (finalmente!). Essa tal mudança que vivemos diariamente tentando evitar.
Cartomantes salvam vidas ao tirar o peso dos nossos ombros quando nos lembram que o destino não tem rédeas firmes. 
Cartomantes nos dão uma saída ao nos deixar reinventar a vida.

(São Paulo - 22.01.2016)