Não é vazio o que me habita
É um respiro arejado
As paredes já sem mofo
Os sentimentos desenferrujados
Foi embora o amor, o desamor...
Toda essa bagagem
- Do fulgor às lágrimas
- Da espera ao desencanto
Ficou o ato democrático
de escolher votar em branco
Fiquei eu, finalmente aliviada
E ainda desconhecida de mim
Fiquei eu, olhando para pessoas
E vendo pessoas
Tateando novos olhares
nas mesmas histórias
Desmistificada
Serena
Como o silêncio da casa
Nova
E abandonada