A data de validade expirou nas caixas dos remédios
O cactus da caneca morreu empoeirado
No ar um cheiro bom de mofo que eu não lembrava
O armário da escada abarrotado de memórias e caixas
Tudo se modernizou por aqui
mas ainda restam traços e traças
Ficou um amor de fotografia
de um casal que viveu no século passado

É doce percorrer uma história como visita
já não fazendo parte
já não abrindo feridas