Há uma coisa que esfacela o tempo
Afasta todos os sentidos e justo por isso
Traz todas as respostas e elas são soltas
Como uma brisa
Não entendo, esqueço de entender
apenas sinto
Não importa como eu ando, o que eu visto
Disfarce nenhum vai cobrir o meu sorriso
Sou dourada da cabeça aos pés
Em que estação estamos?
A das chuvas
O sol nasce à meia noite
E muita coisa perde o prazo
Porque quando se ganha o inesperado
Lembra-se do essencial