Quero fazer amor e arte

Quero fazer amor e arte

Quero fazer um poema de manhã

E uma letra de música à tarde

E te beijar à noite

Quero fazer o almoço

Quero dar uma caminhada na orla

Mesmo que nessa cidade não tenha orla

Quero ver um barquinho navegando

Da janela

Mesmo que nessa terra não tenha mar

Mas terá vinil e vinícius

Quero tomar um chá e ter uma ideia

Quero falar besteira a tarde inteira

Quero ter tempo para ler, para escrever, para sonhar

Quero viajar

Quero ter um bicho no quintal

Quero ter um filho, só porque eu sei

Que tenho tanto para deixar de herança

E também queria receber a herança

Que ele tem para me deixar

Quero dizer ‘te amo’

Todas as vezes que eu sentir que devo

Quero morar no mato

E fazer festas para os amigos que já não vejo

Quero ir para o Peru

Quero meditar e dar uma gargalhada

Quero escutar a chuva da janela

Quero ter um piano, uma rede, uma guitarra

uma mesa boa de se perder em pensamentos

quero escrever uma peça de teatro

encena-la e produzi-la

quero cantar e dançar

quero escrever um romance

e um roteiro

quero ler todos os poetas brasileiros

quero aprender a amar feito criança

quero aprender um monte de idiomas

quero tudo de bom dessa vida

não quero perseguir o dinheiro

quero fazer amor e arte

e não ter tempo para mais nada