É bonito ver a paixão invadindo você

Esses olhos desse jeito, que eu bem conheço

Esse modo de olhar como brisa da manhã

A qualquer hora do dia

A voz lenta, baixa, levemente adocicada

como quem caminha com todo o cuidado

para não acordar

as vontades que já estão maduras

prontas para rebentar

e alimentar um mundo

É bonito ver essa paixão se instaurando em você

Sem motivo algum, sem razão nenhuma

Apenas para brindar a vida?

E pensar que é ano novo de novo?

E as esperanças são bem vindas?

E o mundo se encherá de recomeços?

Apenas para sentir a plenitude da vida dentro 

Mais uma vez

Eu atravessei o seu caminho

Quando sua mente estava pronta para criar acasos?

Ou foi aquela garrafa de vinho

Naquela noite de lua cheia

Tão boa para inventar histórias?

É bonito escrever poesia

com o sentimento 

alheio