Dona Ama

A bela ama de leite

passeia sorridente

sempre farta

sempre expondo

a sua incessável fronte

que quanto mais alimenta

mais se enche.

 

Quanto mais a ama ama

mais leite derrama

e mais chama gente

querendo saborear

desse líquido quente.

 

Essa insaciável dona

que ao se doar se derrama

e ao se derramar se doa

sabe amar a tanta gente

e de tanta gente é ama

que nunca foi fonte seca

nunca achou que era hora

de cobrir sua bela fronte.

 

É que o que ela ama

mais do que toda essa gente

e mais do que toda essa trama

é o denso gosto

do seu próprio leite